3 dicas importantes para otimizar a sua migração de dados para a nuvem

Atré Visita na MOVTI
22 de junho de 2018
Exibir tudo

3 dicas importantes para otimizar a sua migração de dados para a nuvem

migração de dados para a nuvem

A migração de dados para a nuvem tornou-se praticamente obrigatória para empresas de qualquer segmento ou porte. Transferir arquivos para uma plataforma digital oferece inúmeras vantagens para o dia a dia da organização. A produtividade aumenta, a colaboração da equipe é mais eficiente, os custos estruturais diminuem e o tempo para a execução das funções aumenta consideravelmente.

Em resumo, a tecnologia do cloud computing veio para ficar. Porém, vamos jogar limpo.

Dependendo do volume de documentos e do acervo de arquivos digitais, o processo pode ser trabalhoso, sim. Mas não se preocupe! Quando a transferência é programada com organização e planejamento adequados, tudo torna-se muito mais natural.

Esse post é para você que está se preparando para fazer a migração de dados para a nuvem. Separamos três dicas essenciais para otimizar a tarefa, com uma promessa de brinde: sem caos, nem dores de cabeça!

#1 Entenda as suas necessidades

Considere o porte da empresa, o número de funcionários que terão acesso à nuvem, os tipos e extensões de arquivos que farão parte dessa migração. Qual é o espaço de armazenamento necessário? Você precisará de plugins adicionais? Que tipos de permissões são os mais adequados?

O primeiro passo da migração é entender qual é o objetivo da empresa com a ação, quais são as vantagens que o procedimento oferece e como será o plano depois da mudança. Serão necessários treinamentos para a equipe? Quanto tempo leva a capacitação? E os programas de reciclagem? Quais serão os primeiros arquivos a serem transferidos e por quê?

Trace um plano, organize agendas, faça uma estimativa das datas de início e término das etapas. Considere tudo: desde a possível compra de máquinas e licenças, até a contratação de pessoal especializado, do tempo de possíveis treinamentos à capacidade de armazenamento do sistema escolhido.

#2 Conte com um profissional capacitado

Ninguém consegue agradar a todos, muito menos assumir todas as funções de uma só vez. Concentre-se nas suas tarefas e deixe que um profissional especializado responda pela migração de dados para a nuvem.

Uma pessoa com experiência no processo, seja ela do seu time de TI ou de uma equipe terceirizada, contribui com uma infinidade de ações: da indicação dos melhores softwares, até o controle dos materiais que serão transferidos.

Empresas dedicadas a serviços de cloud computing oferecem relatórios de desempenho detalhados, assim como acompanham todos os estágios da transferência de arquivos, do início ao fim. Na dúvida, delegue!

#3 Tenha um plano B

Possivelmente, estamos falando de todos os ativos digitais da empresa. Independente do volume de produção da sua equipe, se o seu time é formado por três pessoas ou duas mil, se produzem materiais ricos como webinars e e-books ou apenas mantém contas ativas nas redes sociais, esses arquivos e documentos são valiosos.

Portanto, tenha um backup no caso de alguma coisa não sair conforme o planejado durante a migração. Por mais que os serviços estejam cada vez mais seguros, garantidos e profissionais, é inteligente ter na manga um plano de restauração.

O profissional especializado do item #2 também poderá te ajudar nisso!

Olhando assim, são dicas básicas. No entanto, na ânsia de fazer a migração dos dados para a nuvem com agilidade, muitas empresas acabam pulando etapas importantes, que tornam todo o processo mais seguro e eficiente.

Na dúvida, vá com calma. Não pule estágios, são processos importantes. Melhor do que tomar a iniciativa de fazer essa transferência é garantir que seus arquivos estejam em uma plataforma segura e prontos para uso posterior, sem nenhum empecilho pelo caminho.

Ainda precisa de uma forcinha? Para você, que é da área de exatas e precisa de comprovações mais factuais, aqui vão alguns números:

Segundo a Forbes, 83% das cargas de trabalho corporativas estarão na nuvem até 2020. Além disso, a previsão é que o mercado total global de nuvem pública será de 178 bilhões de dólares até o final de 2018.

Não há dúvidas de que o mercado atual exige uma adaptação ágil das empresas, para que consigam atender a demandas cada vez mais exigentes. Veja aqui como adaptar o seu negócio à transformação digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *